Toda beata já foi um cigarro.

No Brasil, chamam-na de bituca, piúba, guimba… Em Portugal, dão-lhe o nome de beata, pirisca, bituca, prisca. É possível que ainda haja outras maneiras de apelidá-la na nossa língua portuguesa. 

img_20160613_174542
Beata de Lisboa, Portugal

Não importa como nomeiem a ponta do cigarro, aquela parte em que se encontra o filtro, aquela que resta depois de satisfeita a vontade de fumar e que, logo, é atirada em qualquer lugar.

No passeio, na calçada, na vala, no lixeiro da casa ou do bar, sempre que com uma dessas deparar, saiba que foi consumado o vício, pois que toda beata já foi um cigarro.

9 comments

    • Isabel, também gosto muito da primeira foto.

      Conhecia “beata” pelo sentido religioso. Depois de vir para Lisboa, talvez por ter por perto colegas que fumam muito, passei a escutar a palavra e fiquei curioso. Aí, surpreendi-me com os outros significados da palavra, pois, além de designar a pessoa religiosa e a parte final do cigarro, também é sinônimo do louva-a-deus. A nossa língua portuguesa é uma delícia!

      Isabel, espero que tenhas tido bons festejos natalícios. E desejo-te um 2017 repleto de alegrias e conquistas quotidianas!

      Liked by 1 person

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s